Testemunho 95 em 225 no caso do assassinato Narges Achikzei

Jornalista
A polícia tem tudo em conta, incluindo os crimes de honra. Segundo a AD, a vítima veio do Afeganistão e estava prestes a casar. O casamento já tinha sido feito de acordo com as leis islâmicas, por isso a mulher já vivia com o marido. -NU.nl

Posted in assassinato Narges Achikzei, Autoridades neerlandesas, Denunciante, Inovação, Investigação and tagged , , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *